quarta-feira, 10 de setembro de 2008

A magia das calcinhas

É incrível como uma embalagem mal trajada pode acabar com todo o encanto do bombom, do presente, do conteúdo. Um desleixo na hora da apresentação muitas vezes pode desestimular o cliente. Quantas vezes pessoas são seduzidas pelas cores ou embalagens ao invés da verdadeira necessidade de determinado produto? Tudo é propaganda, e ela é a alma do negócio. Marketing é tudo!!! (Adoro essa frase). Isso funciona muito bem para os produtos e para os seres humanos? Bem, em se tratando de mexer com a cabeça dos homens, nós mulheres não somos fracas. Convenhamos que sabemos muito bem seduzi-los e fazer com que eles se deixem levar muito mais pela embalagem do que pelo conteúdo, que fica sendo para pensar no segundo tempo, nos 45 minutos da etapa final do jogo.
Voltando a embalagem "humana". Sempre gostei de escrever, mas leitura também é um dos meus passatempos favoritos, sei que muitas pessoas franziram a cara nesse exato momento, mas é a mais pura realidade. Leio em média uns oito livros por ano com assuntos bem variados, pois acho que é importante conhecermos outras opiniões que possam de alguma maneira auxiliar na construção da nossa. Além dos livros, tem também os textos e sites que vasculho na internet. Gosto de navegar e procurar coisas diferentes. Confesso que muitas vezes - tanto os livros como os sites e textos - são umas idiotices, mas outros são realmente interessantes. Recentemente recebi um email informando as dez coisas que fazem um homem brochar em relação as mulheres. Não lembro quantos foram os entrevistados, mas teve um ítem que me chamou bastante atenção que foi o da cor das calcinhas, neste quesito mais de 70% deles responderam: "bege". Me perguntei: Qual o problemas das calcinhas beges? Fiquei inconformada em não encontrar uma razão (pelo menos para mim). Naquele momento nada vinha a cabeça, pelo menos nada que me fizesse entender aquela resposta, e pior, o que levasse 70% dos entrevistados a responderem a mesma coisa. Tudo bem... cheguei a enumerar algumas razões do tipo: idiotas, sem ter o que responder, frustrados, mau de cama... E por ai em diante. Mas como é da minha área - marketing - não poderia deixar passar despercebido , até porque 70% é um índice muito alto numa pesquisa - mesmo sendo respondida por homens. A única certeza então era: Eles odeiam que nós usemos calcinhas bege. E para isso deveria ter uma explicação. E partindo desta premissa, fui atrás de uma. Freud talvez explicaria que a cor da calcinha estaria ligado diretamente a mãe, pois os homens tem uma ligação muito forte com estas... blá, blá, blá. Muito racional, e essa coisa de psicologia é um pouco demais para uma segunda-feira fria. Encontrei então a resposta perfeita, pois obviamente que nós, pobre mulheres não seríamos a causadora de um mal tão penoso assim aos homens: "brochar". Procurando em alguns sites, encontrei uma ótima desculpa, que com certeza irá salvar muitos homens, principalmente aqueles que literalmente brocharem na hora "H" (isso claro se a mulher estiver de calcinhas bege). Vamos lá então... Eis o verdadeiro motivo para o trauma deles... é algo mais ou menos assim:

Era uma vez, há muitos e muitos anos passados… Um dia, uma bruxa malvada (claro que tinha que ter uma bruxa), decidiu acabar com o sucesso que uma determinada moça do Reino fazia entre os súditos do sexo masculino. A tal bruxa, que malhava muito, já tinha aplicado meia dúzia de ampolas de botox e se achava a inventora da bu... (ops, vamos pular esta parte), decidiu que iria enfeitiçá-la para que todo e qualquer homem que a despisse perdesse o tesão por ela. E assim a malvada seria, finalmente, a mulher mais cobiçada da região. A bruxa criou então uma roupa íntima até então jamais vista no Reino: uma calcinha bege, na qual lançou sua macumbinha. Para convencer a pudica moça a usar a calcinha bege (que horror dos horrores, ainda era daquele tipo sem costura), a bruxa enfeitiçou-a ( a calcinha) de duas formas diferentes. Uma, todas as mulheres de bom coração do Reino veriam aquela peça como uma bonita calcinha, que modela o corpo, é confortável e que não marca nem mesmo com o vestido mais branco e justo. A outra, ao mesmo tempo, os homens teriam grande chance de brochar ao contato com a roupa enfeitiçada – mas, como a bruxa também não era isso tudo na macumbinha, apenas os nobres de coração (os príncipes encantados) conseguiriam escapar ao feitiço (essa é a melhor desculpa do feitiço... Os homens nobres).
Desde os longínquos tempos dos contos de fada, a mulherada vem usando as calcinhas beges e achando que não tem nada demais. Afinal, o que é o embrulho quando o presente está logo ali embaixo? Mas não é bem assim, todos sabemos disso. Calcinha também é um fetiche de alguns homens (se não de todos). E claro precisamos lembrar que eles - os homens - assim como nós não são perfeitos e mesmo os nobres são capazes de brochar diante de uma calcinha bege. Prefiro pensar assim, a acreditar que apenas 30% dos entrevistados eram nobres, isso nos daria uma chance muito remota de encontrar um nobre em nossas vidas. Pelo sim e pelo não, acho melhor começarmos a ficarmos mais ligadas, pois estamos sendo sinalizadas, portanto calcinhas bege: NUNCA MAIS!!!!
Ah, e como toda história com moças pudicas e bruxas tem final feliz; a nossa mocinha também encontrou um príncipe e foi feliz para sempre. Mas só porque inventaram as calcinhas de renda.

2 comentários:

Redatora Miréille Almeida disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
debora b. a. disse...

Guria, fiquei BEGE com esta história...hehe.
Falando sério, só homem mesmo pra brochar por causa de um motivo tão pífio...
Amei esta bruxa fantástica, e até já a imaginei colocando o nome dos homens de Marte na boca do sapo...hahaha

Bjoooo
Debora